;

Seguidores de la Revista

viernes, 9 de enero de 2009

Daufen Bach, Brasil

..
"EXTASIADO"
..
Brinquei de amor com a moça que gostava
das madrugadas,
acordei zonzo, com vertigens,
politeísta,
ateu de verdades.
..
As idéias fundiram-se
e, eu queria ensinar aos mestres
a sabedoria das meninas da esquina,
da moça das madrugadas.
..
Ateei fogo nos anos de escola
e as luzes continuaram acesas,
o lápis, a caneta e a borracha
continuaram sobre a mesa.
..
Entreguei-me a Aristóteles, a Platão, a Marx, a Weber,
acabei numa favela,
com barracos incendiados, podres.
Extasiei-me com a pilha de livros que viviam a me seguir
Extasiei-me com o gozo da masturbação,
completamente só.
..
Relativizei todos os conceitos, as diferenças,
enchi de colares e vestidos longos as prostitutas,
foram ser beatas com véus na cabeça.
Senti o pungir mortífero
daquele olhar que despia -me
e vulgarizava o meu eu, tão hipocritamente sábio.
Já não mais acreditei em meus olhos.

1 comentario:

  1. Saludos a la Comunidad. Siempre, siempre creo que el arte desmiembra las fronteras de las lenguas, y con justa necesidad la poesía. Todos los encuentros son iluminaciones dentro de cada mirada. Por eso las manos quedan echadas en el porvenir. Felicidades! Adelante!

    ResponderEliminar